Ferritina Alta: Devo Me Preocupar?

Tempo de leitura: 1 minuto

A ferritina é uma proteína produzida pelo fígado responsável pelo armazenamento do ferro no organismo. A Ferritina alta (níveis maiores que 350ng/dl) é um sinal muito comum, principalmente em homens. É importante entender que ferritina alta não significa necessariamente que o organismo tem excesso de ferro. Na verdade, na maioria das vezes a ferritina alta significa inflamação que pode ser aguda ou crônica, ou processo de stress oxidativo. Atualmente, a causa mais comum é a Síndrome Metabólica, que ocorre em função do aumento de peso e da gordura visceral como a Esteatose Hepática , relação trigicerides alta e HDL baixo, Resistência Insulínica e Diabetes.

Valores aumentados também podem estar relacionados com fatores como:
. Anemia hemolítica crônica;
. Doença renal crônica;
. Sobrecarga de ferro devido a alimentação (principalmente em homens com dieta com excesso de carnes vermelhas)
. Doença hepática ( hepatite C, hepatite auto-imune);
. Ingestão de álcool, etc.

Na maioria das vezes as mulheres em idade fértil que menstruam regularmente possuem Ferritina até baixa devido a perca de ferro pela menstruação ou pela falta de ingesta na alimentação.

Para evitar ferritina alta? Combatendo a síndrome metabólica, com dieta adequada, atividade física, controle da glicemia e da resistência Insulínica e aumento do triglicérides, evitando excesso de ingestão de carboidratos refinados, açúcar e álcool, e no caso dos homens evitar o excesso da carne vermelha.

Existem várias causas de ferritina elevada no sangue, converse com seu médico. Independente da causa, é a ferritina elevada é um sério alerta para procurar orientação médica.

Para mais informações acompanhe meus posts ou agende uma consulta p/ avaliar sua saúde:
Brasília: @clinicahabitus
(61)99612-0137

Paracatu:
@amesaudeintegrativa
(38)99742-0651

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *